Suposto policial, pai de aluno saca arma de fogo e agride estudantes durante partida do JEAL, em escola

Suposto policial, pai de aluno saca arma de fogo e agride estudantes durante partida do JEAL, em escola

Durante uma partida de vôlei dos Jogos Estudantis de Alagoas (JEAL), nessa segunda-feira (13), na Escola Estadual Théo Brandão, no bairro do Poço, um suposto policial, pai de um dos alunos que participava do jogo, teria sacado uma arma e agredido alguns estudantes que estavam no local.

Segundo informações de testemunhas, o fato aconteceu após um dos atletas do time da Escola Théo Brandão, durante a partida, supostamente provocar o filho do acusado, que seria de outro colégio.

O suposto policial não gostou da provocação e partiu para cima do atleta advers√°rio, segurando-o pela gola da camisa. Diante dessa atitude, os colegas do atleta foram para cima do homem, que reagiu sacando uma arma de fogo.

Ainda conforme testemunhas, o homem agrediu os adolescentes, provocando uma confusão no local dos jogos.

Em nota, a assessoria de comunicação da Secretaria da Educação de Alagoas (Seduc) informou que a Escola Estadual Théo Brandão acionou a Polícia Militar e a Polícia Civil para investigar o ocorrido e garantir a segurança e a integridade física de estudantes, servidores e visitantes.

A Secretaria de Educação confirma que os Jogos Estudantis de Alagoas (JEAL) continuarão sem qualquer prejuízo e com o suporte constante do Batalhão de Polícia Escolar (BPEsc).

Veja a nota completa:

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) informa que a gestão da Escola Estadual Theotônio Vilela Brandão, localizada no bairro do Poço, em Maceió, adotou todas as provid√™ncias no sentido de garantir a integridade física não só de estudantes e servidores, mas também dos visitantes, acionando as polícias Militar e Civil - que, por sua vez, j√° apuram as circunstâncias do fato, dispondo, inclusive, de imagens do sistema de videomonitoramento da unidade.

A Seduc reforça que o episódio não trouxe prejuízo à sequ√™ncia dos Jogos Estudantis de Alagoas (JEAL), cuja realização conta com o permanente apoio do Batalhão de Polícia Escolar (BPEsc), reafirmando, em tempo, seu compromisso com a segurança e bem-estar de toda a comunidade escolar.