23/06/2021 (82) 98122-3473

Economia

Alagoas 01

Produção industrial cai 2,4% em março e tem 2ª taxa negativa seguida, mostra IBGE

Por Henrique Dias 05/05/2021 às 09:32:43
Expectativa de instituições financeiras consultadas pelo Valor era de queda mais acentuada, de 3% A produção da indústria brasileira recuou 2,4% em março, frente ao mês anterior, segundo a Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física (PIM-PF), divulgada nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É a segunda taxa negativa seguida na série frente ao mês anterior (com ajuste sazonal), após nove meses seguidos de taxas positivas. Em fevereiro, o indicador teve queda de 1%, após dado revisado (perda inicial era de 0,7%). Em março de 2021, primeiro mês com impacto da pandemia de covid-19, a indústria tinha recuado 7,9% (dado revisado).

O desempenho veio melhor que a mediana das estimativas de 33 instituições financeiras e consultorias ouvidas pelo Valor Data, de uma queda de 3%, livre dos efeitos sazonais. As projeções iam de baixa de 7,3% a 0,2%.

Dado Galdieri/Bloomberg

Na comparação com março de 2020, primeiro mês da pandemia no Brasil, a produção industrial subiu 10,5%. É a 10ª taxa positiva seguida nesta base de comparação e maior desde junho de 2010 (11,2%). A expectativa mediana do mercado era de que o indicador tivesse avançado 8,5% conforme levantamento do Valor Data. As estimativas iam de alta de 3% a 13,5%.

Em 12 meses, a indústria acumula queda de 3,1%, a variação menos intensa desde abril de 2020 (-2,9%).

A produção de veículos foi a principal influência negativa para o resultado, com queda de 8,4%, a terceira taxa negativa seguida, acumulando perda de 15,8% no período. Esta queda recente se segue a um período de oito meses de taxas positivas consecutivas, que acumularam expansão de 1.196,9%.

Fonte: Valor Invest

Comunicar erro
Comentários