15/09/2020 às 08h02min - Atualizada em 15/09/2020 às 08h02min

Polícia de Sergipe desarticula "império do tráfico" do São Francisco

Redação, com TNH1
Droga apreendida na operação no São Francisco
Investigações realizadas por equipes da Departamento de Narcóticos (Denarc) da Polícia Civil de Sergipe (PC/SE), e os Serviços de Inteligência (SI) dos 4º e 7º Batalhão de Polícia Militar e da Companhia Independente de Operações Policiais em Área de Caatinga (Ciopac) da Polícia Militar de Sergipe (PM/SE) resultaram na apreensão de 200 kg de maconha.

A ação foi registrada no domingo (13), no Povoado Niterói, em Porto da Folha, as margens do Rio São Francisco, no Estado de Sergipe.

Após uma denúncia anônima, as equipes policiais se mobilizaram para localizar e identificar os traficantes que fazem parte de uma nova rota interestadual de abastecimento de droga entre os Estados de Alagoas e Sergipe.

Conforme a denúncia, as cargas de maconha eram atravessadas por balsa em caminhões entre a divisa das cidades Pão de Açúcar (AL) e Porto da Folha (SE). Em Sergipe, ficavam armazenados em um imóvel rural no povoado Niterói, em Porto da Folha, de onde eram transportados para a Grande Aracaju para distribuição a traficantes locais.

Em Pão de Açúcar, foi preso o fazendeiro Gracivaldo Alves dos Santos, 45, o “Val” ou “Zezinho”. A polícia acusa ele de ser o chefe do grupo criminoso que atuava no Conjunto Parque dos Faróis, em parte da localidade conhecida por Pai André e do Conjunto Jardim, em Nossa Senhora do Socorro, em Sergipe.

O irmão dele, Marcelo Melo Alves, foi morto em setembro do ano passado, supostamente por um grupo criminoso rival.

Também foram presos o casal Ezequiel Francisco dos Santos Junior, 32, e Maria Camila de Almeida Santos, 25, localziados em uma residência no Conjunto Jardim, em Nossa Senhora do Socorro (SE). A dupla é suspeita de recepcionar a droga da associação criminosa. 

Ainda segundo a polícia alagoana, em 27 de novembro de 2009, Gracivaldo foi condenado por ter sido preso em flagrante pela Polícia Federal (PF), em poder de 33kg de maconha. Ainda de acordo com as investigações. Manoel Alves dos Santos, pai de Gracivaldo, possui três condenações por tráfico de drogas. O irmão, Givanilson Alves dos Santos, o “Nilson Espinha”, tem três condenações também pelo mesmo crime. O sobrinho dele, Sidnei Alves Oliveira Junior, foi preso em flagrante em 30 de março deste ano, com dois coletes balísticos.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »