14/04/2021 (82) 98122-3473

Saúde

Alagoas

Vigilância Sanitária de Maceió alerta sobre compra de alimentos da Semana Santa

Por Secom Maceió 01/04/2021 às 08:52:14

Com o crescimento da comercialização de pescados e crustáceos no período da Semana Santa e Páscoa, o Programa Cidadão Vigilante, da Coordenação de Vigilância Sanitária de Maceió (Visa), faz um alerta à população para se manter atenta na hora de comprar esses alimentos.

O objetivo do Programa, que atua no desenvolvimento de ações educativas da Visa de Maceió, é garantir que o consumidor observe a qualidade desses alimentos, prevenindo o risco de surtos alimentares.

A ação ocorre em paralelo à ação da Gerência de Alimentos do órgão, que intensifica a fiscalização sobre a venda de pescados e crustáceos nessa época, visando garantir as condições higiênico-sanitárias e de manuseio e acondicionamento desses produtos, de acordo com as normas da Anvisa, voltadas às Boas Práticas da Manipulação de Alimentos.

"Complementamos o trabalho da fiscalização, orientando os consumidores sobre o que deve ser observado ao comprar esses alimentos que, em condições inadequadas, podem causar grandes transtornos alimentares", afirma uma das coordenadoras do Programa, a médica-veterinária e fiscal de alimentos Adriana Guimarães.

Confira abaixo quais são as principais recomendações que devem ser observadas na compra de pescados, mariscos e crustáceos:

Peixe inteiro – observe se está com escamas brilhantes e aderidas à pele; olhos transparentes e salientes; guelras róseas ou vermelhas; carne firme e resistência elástica, sem deixar impressão duradoura à pressão dos dedos.

Peixe em posta – carne bem aderida ao osso ou à espinha, consistente ao toque; aparência úmida, firme e elásticas.

Camarão – aspecto geral brilhante; carapaça aderente ao corpo; coloração própria; olhos vivos destacados.

Marisco – aspecto esponjoso, de cor cinzento-claro nas ostras e amarelado nos sururus; cheiro agradável

Lagosta, siri, caranguejo – se comprá-los mortos, verifique se a casca está inteira e as garras intactas; o cheiro deve ser fresco, sem ser forte

Polvo e lula – pele lisa e úmida, com cheiro próprio; olhos vivos, salientes nas órbitas; carne consistente e elástica; ausência de qualquer pigmentação estranha à espécie.

A inspetora lembra ainda que mesmo expostos à venda, todos esses alimentos precisam estar congelados ou sob refrigeração. E caso perceba irregularidades em algum estabelecimento, o próprio consumidor poderá acionar a equipe de fiscalização, fazendo sua denúncia através do telefone (82) 3312-5496.

Comunicar erro
Comentários