Mulher baleada por ex-marido policial está em estado grave

Militar ainda matou colega de farda e depois tirou a própria vida, por não aceitar fim da relação com a ex

Militar matou colega de farda e depois tirou a própria vida | Foto: Reprodução

Militar matou colega de farda e depois tirou a própria vida | Foto: Reprodução

A Polícia Militar de Alagoas (PM/AL) emitiu nota, neste s√°bado (6), se solidarizando com as famílias do soldado Eudson Felipe Cavalcante Moura e do cabo Moisés da Silva Santos, que assassinou o colega de farda e tentou matar também a própria ex-companheira, nessa sexta-feira (5), em Arapiraca. A PM/AL ainda informou que o estado de saúde da mulher é grave.

"A vítima, o soldado Eudson Felipe Cavalcante Moura, tinha 24 anos e servia à Corporação desde o ano de 2020. J√° o cabo Moisés da Silva Santos, autor do homicídio seguido de suicidio, tinha 31 anos e foi incorporado à PM no ano de 2016. A PM se solidariza ainda com a ex-companheira do cabo Moisés, também atingida pelos disparos desferidos por ele. Ela passa por cirurgia no Hospital de Emerg√™ncia do Agreste e seu estado é considerado grave", diz a nota.

O comandante-geral da PM, coronel Paulo Amorim, ainda salientou que o Comando Geral, bem como o Comando do 3¬ļ BPM, onde os PMs eram lotados, estão prestando todo apoio às famílias.

O CASO

A ocorr√™ncia foi registrada no fim da tarde de ontem, em Arapiraca. O militar Moisés havia comentado com colega de farda, o soldado Eudson, que mataria a ex-mulher, por causa de uma medida protetiva, que o impedia de se aproximar dela.

Assim, o cabo se dirigiu até a casa da ex, na Rua Projetada, no bairro Verdes Campos. No local, ele encontrou o soldado, que teria ido aconselh√°-lo, mas acabou baleado.

Após atirar no colega de farda, o homem entrou na resid√™ncia da mulher, efetuou um disparo na cabeça dela e depois se matou.

A ex-companheira foi socorrida e levada ao Hospital de Emerg√™ncia do Agreste (HEA), onde recebe tratamento médico.