POLICIAL MILITAR ASSASSINADO POR COLEGA DE FARDA EM ARAPIRACA TENTOU IMPEDIR QUE ELE MATASSE A EX-ESPOSA

Militar, identificado como cabo Mois√©s, se matou após o crime; mulher foi socorrida ao hospital

Moisés (à esquerda) e Eudson (à direita) - Foto: Reprodução

Moisés (à esquerda) e Eudson (à direita) - Foto: Reprodução

O policial militar Eudson Felipe Moura, morto por um colega de farda no bairro Boa Vista, em Arapiraca, na tarde desta sexta-feira (5), tentou impedir que o autor atirasse contra a ex-esposa.

A reportagem do Portal J√° é Notícia apurou que o autor foi identificado como Moisés Silva. Ele respondia por agressões cometidas contra a ex-esposa e não poderia se aproximar dela por causa de medida protetiva.

Por ordem judicial, Eudson deveria devolver a arma de fogo utilizada no trabalho como policial nesta quinta, mas não obedeceu a decisão e foi até a casa da mulher para mat√°-la.

Um amigo recebeu uma mensagem de Moisés avisando que cometeria o crime e avisou dois policiais no mesmo momento. Entre os militares, estava Eudson Felipe.

Na porta da resid√™ncia da ex-esposa, a vítima fatal e o autor conversaram e Eudson acabou sendo baleado com tiros à queima-roupa na calçada. O outro colega não estava no local.

Após o assassinato, o homem entrou na casa, atirou na mulher e tirou a própria vida. Ferida, a ex correu e pediu ajuda na rua, sendo socorrida até o Hospital de Emerg√™ncia do Agreste com vida.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urg√™ncia (Samu) foi acionada e constatou o óbito dos policiais militares. Guarnições do 3¬į Batalhão da PM e profissionais do Instituto de Criminalística (IC) e do Instituto Médico Legal (IML) também estiveram no endereço.