Estado

Policiais Penais de Alagoas viajam para reforçar a Força Penal Nacional na região Norte do país

Por Ascom Seris em 08/02/2024 às 17:42:41

Foto: Divulgação/SSP-AL

Integrantes da Polícia Penal de Alagoas ultrapassaram fronteiras e agora estão reforçando a Força Penal Nacional. Os cincos policiais penais que embarcaram neste sábado (3) irão atuar durante seis meses na região norte do país, além de poder atuar na intervenção prisional de qualquer unidade prisional do Brasil, caso seja necessário.

Rômulo Barros, Ítalo Felipe e Fábio Oliveira integram a Divisão de Operações Táticas (DOT), responsável pela escolta, remoção e intervenção tática nas unidades prisionais do Estado. Já Ewerton Santos é integrante do Grupamento Segurança Orgânica (GSO), que tem como missão garantir a segurança e ordem dentro do complexo prisional alagoano. Também integra o grupo o policial penal Arthur Sampaio, que atua em uma das maiores unidades prisionais do estado, a Penitenciária de Segurança Máxima de Alagoas (PensM).

"A expectativa de todos é a melhor possível, tendo em vista que fomos mobilizados para realizar a segurança de uma penitenciária federal de segurança máxima, bem como a experiência que iremos adquirir ao longo de todo período o qual estaremos compondo a FPN. Experiência essa que será adquirida por meio de cursos de capacitação, mas também através da troca de conhecimentos com policiais penais federais e estaduais, como por exemplo, dos estados de Goiás, Santa Catarina, Distrito Federal e Paraíba", frisou Arthur Sampaio.

Os cinco participantes de Alagoas selecionados possuem experiência prática na área prisional, atuando em diferentes grupos operacionais do sistema penitenciário alagoano. Os profissionais também foram escolhidos por possuírem conhecimentos técnicos essenciais para a missão, como a participação em cursos de aperfeiçoamento profissional, entre eles, na área de armamento e tiro, intervenção tática e nivelamento operacional, realizados dentro e fora do Estado.

Os profissionais de Alagoas participarão de treinamentos e irão ficar sobreaviso na Penitenciária Federal em Porto Velho, em Rondônia, pelo período de 180 dias.

Segundo o secretário de Ressocialização e Inclusão Social, Diogo Teixeira, a participação de integrantes da polícia penal alagoana só vem reafirmar a qualidade dos profissionais que atuam no estado. "Fico orgulhoso em ver representantes do sistema prisional de Alagoas atuando em uma força tão importante para a segurança do país. Isso prova que temos profissionais altamente qualificados e prontos para garantir a ordem e a segurança de toda a sociedade brasileira", afirmou o secretário.

Arthur Sampaio descreveu como a experiência vai somar para a vida profissional dos participantes e contribuir para a segurança da sociedade alagoana. "Após adquirir essa experiência, teremos a capacidade e a habilidade de replicar as técnicas mais adequadas aos policiais penais de Alagoas, a fim de preservar a integridade dos próprios policiais e dos reeducandos, os direitos humanos e o princípio da dignidade da pessoa humana no sistema prisional alagoano. Outro fator importante é que vamos trazer alguns procedimentos de segurança desempenhados pelo sistema federal para o estado de Alagoas, melhorando, desta forma, a segurança da população alagoana", concluiu.

Força Penal Nacional

A Força Penal Nacional foi criada em 2023, e tem como objetivo atuar em situações de crise no sistema prisional, promovendo a cooperação entre diferentes esferas de governo e agências para alcançar melhorias na segurança pública e nas condições carcerárias.

A missão da Força Penal Nacional é garantir a segurança das unidades prisionais, além de preparar os profissionais da área prisional do país a atuarem na preservação da ordem pública e da segurança das pessoas e do patrimônio no sistema penitenciário brasileiro.

Comunicar erro
Estado 02

Comentários