Estado

Com abstenção menor, Fuvest tem prova com novidades e textos "densos e complexos"

Ao todo, mais de 110 mil pessoas se inscreveram para a primeira fase do vestibular da Fuvest, que dá acesso à Universidade de São Paulo (USP).

Por Redação em 20/11/2023 às 10:50:16

Foto: Reprodução internet

Ao todo, mais de 110 mil pessoas se inscreveram para a primeira fase do vestibular da Fuvest, que dá acesso à Universidade de São Paulo (USP). São 8.747 vagas em diversos cursos de graduação, entre eles, o de Medicina é o mais concorrido, com uma disputa de 117 candidatos por vaga. Entre as temáticas abordadas pela prova estiveram: inteligência artificial, impactos sociais de desastres ambientais, preconceito linguístico, produção de escritores negros brasileiros e africanos, identidade racial, racismo e questões de gênero. Em entrevista à Jovem Pan News, o diretor do curso Anglo, Sérgio Paganim, afirmou que a prova trouxe temas clássicos e também novidades: “Teve questão de artes, o que não costumava ter, poucas contas em química e assuntos de física bastante básicos, não era uma prova de física difícil. É uma prova muito boa para selecionar candidatos para o ensino superior, sobretudo pelo investimento em texto. Por exemplo, a prova de português tinha muita interdisciplinaridade. Nas provas de química, física e biologia, as questões mais difíceis não estavam no conteúdo, mas nos textos mais densos e complexos”.

De acordo com a Fuvest, a abstenção na primeira fase foi de 8,68%, menor do que no ano passado, quando ficou em 13,8%. O estudante Lucas Salgado, que fez a prova pela quarta vez para tentar uma vaga no curso de psicologia, afirmou que esta edição foi a mais difícil de todas: “Dá pra dizer que um terço foram questões impossíveis (…) Questões muito complicadas, ainda mais na parte de exatas. Não em química e biologia, mas na parte de física e matemática tinham questões que só a quantidade de coisas no enunciado já faziam a questão ficar extremamente complexa, complicada e um bicho de sete cabeças”.

*Com informações do repórter David de Tarso

Fonte: Jovem Pan

Comunicar erro
Estado 02

Comentários