Estado

Zelensky aceita convite e terá encontro com Lula em Nova York

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, fará um encontro presencial com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em Nova York.

Por Gustavo em 18/09/2023 às 14:16:26

Foto: Reprodução internet

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, fará um encontro presencial com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em Nova York. O convite partiu do petista, que está dos Estados Unidos para participar da Assembleia Geral da ONU (Nações Unidas), onde fará o tradicional discurso de abertura do evento. A reunião presencial entre os mandatários foi confirmada pelo Palácio do Planalto e deve acontecer na próxima quarta-feira, 20. Como o site da Jovem Pan antecipou, o senador Jaques Wagner (PT-BA), líder do governo federal na Casa Alta do Congresso, antecipou no último sábado, 16, a possibilidade do encontro, que não deu certo em maio, durante a cúpula do G20. Na ocasião, o ucraniano chegou a afirmar que o brasileiro teria “ficado desapontado” pela incompatibilidade de agendas. "Acho que isso o desapontou", afirmou aos jornalistas. Ele também alegou ter se reunido com "quase todo mundo, todos os dirigentes" e, por isso, não teria conseguido horário para a reunião com o brasileiro.

Com o primeiro encontro frustrado, a previsão é que Lula e Zelensky tentem aparar as arestas, intensificadas após críticas de ambos os lados. O presidente do Brasil defende a criação de um grupo para trabalhar em um acordo de paz, medida que o ucraniano julga ineficiente. Nos últimos meses, Zelensky subiu o tom contra o petista por acreditar que ele reproduz o discurso de Vladimir Putin, presidente da Rússia. Lula condenou a invasão de Moscou, mas não concorda com as sanções econômicas aplicadas. Neste mês, chegou a dizer que Putin não seria preso se visitasse o Brasil. Depois, voltou atrás e declarou que essa decisão cabe à Justiça. Volodymyr Zelensky é um dos 50 chefes de Estado que solicitaram uma reunião bilateral com o mandatário brasileiro. O ucraniano também vai se encontrar com o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, na próxima quinta-feira, 21. O objetivo do encontro será reforçar o apoio americano a Kiev na guerra contra a Rússia.

Fonte: Jovem Pan

Comunicar erro
Estado 02

Comentários