Detran AL

Entenda quais causas e como prevenir a meningite, doença que matou adolescente em Maceió

Por Tnh1 em 17/08/2023 às 12:51:01

Divulgação/Secom Maceió

A morte do adolescente Ruan Weslley Correia dos Santos, após contrair meningite em Maceió, além de causar dor do luto para familiares e amigos, trouxe apreensão para a população da capital por causa de dúvidas no momento em que ela se depara com a crescente de casos da doença. Em comparação com 2022, os primeiros seis meses deste ano j√° mostram um número de infectados superior à metade das enfermidades por meningite contabilizadas em todo o ano passado. Diante do caso, surgem perguntas como: h√° vacina para meningite? O que fazer para prevenir a doença? Qual a diferença entre meningite viral e bacteriana?

A meningite é provocada pela inflamação das meninges, que são as tr√™s membranas que envolvem o cérebro e protegem o encéfalo, a medula espinhal e outras partes do sistema nervoso central. Ela pode ser causada por vírus, bactérias, fungos ou protozo√°rios. E os principais sintomas são dor e rigidez na nuca, além de manchas avermelhadas pelo corpo, cefaléia, febre, convulsões e vômito. Na maioria dos casos, a meningite é viral ou bacteriana.

O médico infectologista Fernando Maia destacou, em entrevista à TV Pajuçara, que o aumento de casos da meningite viral, por exemplo, ocorre "de tempos em tempos", devido à circulação de agentes infecciosos. Segundo ele os sintomas, quando a doença é transmitida por vírus, não são tão graves mas dependendo da pessoa infectada, em condição de baixa imunidade, pode desenvolver um quadro que requer mais atenção em relação ao tratamento. J√° a bacteriana, chamada de Meningite Meningocócica, é contraída devido a uma bactéria específica, e por isso h√° uma vacina para combat√™-la. A vacinação, inclusive, continua sendo a principal forma de prevenção para as principais causas da meningite bacteriana, porém não h√° imunizante para a meningite viral, pois o vírus não é específico da doença.

Abaixo, Fernando Maia responde às principais dúvidas da população sobre os sintomas, prevenção e vacinação contra a meningite. Confira:

Por que não existe vacina para meningite viral?

"Não tem vacina de meningite viral porque os vírus que causam ela são aqueles comuns que provocam resfriado, faringite, amidalite, e aí o paciente que est√° com a imunidade mais baixa pode evoluir com este tipo de meningite. Então não são vírus específicos de meningite, como a gente tem como exemplo a meningite bacteriana, que nesse caso, são bactérias específicas que causam a doença, e no caso da viral, são vírus comuns".

Qual a diferença da meningite viral para a meningite bacteriana?

"Geralmente a meningite viral é muito mais leve do que a bacteriana. Os sintomas são mais leves, mais brandos, a dor de cabeça e a febre são menores, e o estado geral se compromete menos. Raramente a meningite viral se torna grave, a não ser para aquelas pessoas que estão com a imunidade muito comprometida. Aí pode desenvolver gravidade e o paciente pode vir a falecer. J√° a meningite bacteriana, é o contr√°rio, é bem diferente, muito mais grave, por isso o cuidado deve ser maior".

Quais os cuidados para evitar a infecção?

"São os cuidados gerais com a saúde, fazer exercícios físicos, se alimentar bem, então são os cuidados para evitar infecção por vírus, como temos aprendido bastante nos últimos anos, que é lavar as mãos, antes e depois de ir ao banheiro, e para quem est√° resfriado, tem que usar m√°scara ao sair de casa, e evitar aglomerações. Então basicamente são esses cuidados gerais que estamos habituados. A maioria dos vírus respiratórios é muito facilmente transmissível, principalmente em ambiente fechado".

H√° vacina para a meningite bacteriana?

"A vacina da meningite bacteriana est√° disponível no setor público, é muito importante para quem tem criança pequena, quem tem adolescente, e principalmente tem que verificar se o cartão vacinal est√° em dia, e se não estiver, que seja colocado em dia com a vacinação, pois é muito importante".

O que diz a Secretaria de Saúde de Maceió

Em nota, a Secretaria de Municipal de Saúde (SMS) informou que as unidades de saúde estão abastecidas com as vacinas Meningococica C e Meningococica ACWY, que protegem contra tipos bacterianos de Meningite. Para outros tipos de meningite como a viral, não contam com vacina disponível pelo SUS.

Entre janeiro e junho deste ano, foram registrados 21 casos de meningite, doze a menos que o número total registrado em 2022 (33). A morte de Ruan não foi contabilizada nos dados da SMS j√° que ele foi internado em hospital no dia 18 de julho e o óbito foi confirmado na terça-feira passada.

Casos que repercutiram na mídia

Em junho deste ano, uma beb√™ de apenas 1 ano morreu após contrair a doença. A criança e o irmão, um menino de tr√™s anos, foram supostamente infectados após passarem o fim de semana com os pais, usu√°rios de drogas em recuperação, na Casa de Passagem São Vicente de Paulo, no Jaragu√°. Ao retornarem para casa, durante a semana, os irmãos apresentaram sintomas mais graves da doença.

No último dia 10, a Escola Municipal Petrônio Viana, que fica localizada no Benedito Bentes, na parte alta de Maceió, também suspendeu temporariamente as aulas após um aluno do 4¬ļ ano ser diagnosticado com meningite. A informação foi confirmada pela Secretaria Municipal de Educação de Maceió (Semed). Não h√° informações sobre o estado de saúde da criança diagnosticada com a doença.

Comunicar erro
Alagoas 02

Coment√°rios