Estado

Comissão vai investigar suposto plano de deputado para matar prefeito

Informação foi confirmada pela Polícia Civil, que já instaurou um inquérito; parlamentar nega acusações

Por Gazetaweb em 18/03/2023 às 07:52:39

Prefeito em vídeo publicado nas redes sociais

A Polícia Civil de Alagoas (PC/AL) determinou que uma comissão de delegados investigue o suposto plano do deputado Antônio Albuquerque para matar o prefeito de Limoeiro de Anadia, Marlan Ferreira. A informação foi confirmada pela própria PC, que j√° instaurou um inquérito.

O delegado Alexandre Leite, gerente da região policial do Agreste, vai coordenar a comissão, que tem ainda as participações do delegado João Marcelo (Regional de São Miguel dos Campos) e Rômulo Andrade (Regional de Penedo).

O prefeito Marlan Ferreira, em vídeo divulgado nessa quinta-feira (16), nas redes sociais, afirmou que o deputado estadual Antônio Albuquerque estaria usando o próprio segurança para provocar o assassinato do chefe do executivo municipal. As declarações também constam em um boletim policial enviado à reportagem.

Albuquerque, no entanto, rebateu a acusação e disse que trata-se de uma fake news.

Conforme Albuquerque, a informação de Marlan é equivocada. Ele disse que, em fevereiro deste ano, tomou conhecimento de que o próprio prefeito estaria ameaçando um funcion√°rio seu.

"Fui procurado, em 5 de fevereiro, por um oficial do Corpo de Bombeiros, que me trouxe a notícia de que o prefeito, por intermédio de um primo dele [filho de uma irmã dele], estaria contratando pessoas para matar um funcion√°rio meu. A informação de Marlan é truncada", disse.

O caso também foi levado ao Ministério Público (MP), por meio do procurador-geral.

Marlan Ferreira, por sua vez, declarou que sua história de vida é de paz e que a viol√™ncia e os crimes de mando em Limoeiro de Anadia t√™m nome e sobrenome. "Sou avesso à viol√™ncia. Minha vida é de paz. O povo de Limoeiro me conhece", falou no vídeo.

Comunicar erro
Estado 02

Coment√°rios