29/07/2020 às 09h52min - Atualizada em 29/07/2020 às 09h52min

Agosto Dourado: Hospital Universitário reforça importância da amamentação

HU se mobiliza para garantir selo Hospital Amigo da Criança

Assessoria HU
http://www2.ebserh.gov.br/web/hupaa-ufal/noticias/-/asset_publisher/1phnMHZQS4WH/content/id/5537703

Em comemoração ao Agosto Dourado, mês que simboliza o incentivo à amamentação, o Hospital Universitário (HU-Ufal) — que é gerenciado pela rede Ebserh, potencializa, através de iniciativas — a importância do ato de amamentar. Neste ano,para celebrar a campanha, o HU realizará um congresso virtual, entre os dias três e cinco de agosto, e reforçará a sensibilização às mães que estão internadas no Hospital sobre os males causados nas crianças por conta do uso de bicos artificiais, chupetas e mamadeiras, além de afixar, durante o período, cartazes temáticos nos murais da instituição.

Sobre o o Agosto Dourado, a pediatra do HU Ana Maria Melo afirma que o mês serve para chamar a atenção da população sobre as vantagens proporcionadas pelo leite materno. “É importante lembrar que nenhum alimento substitui o leito materno quanto ao valor nutricional e estabelecimento de vínculo e proteção”, frisa.

O congresso, gratuito e que é denominado AMARmentar, discutirá sobre a importância do aleitamento materno. Nos dias do evento, temáticas como amamentação e sustentabilidade, os benefícios do leite materno na prematuridade, dentre outras, serão levadas para a sociedade, através da transmissão realizada pelo canal do Youtube da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Com direito a certificado, interessados podem fazer a inscrição no congresso pelo link https://www.sympla.com.br/1-congresso-on-line---amarmentar__914035

De acordo com Monica Assunção, chefe da Unidade de Atividade de Graduação do HU e docente da Faculdade de Nutrição da Ufal, o Congresso é importante para apoiar a campanha mundial em prol do aleitamento materno, que traz como tema Apoiar o Aleitamento Materno para um Mundo mais Saudável. O Congresso AMARmentar é uma iniciativa interinstitucional, organizado pelo HU, Ufal, com participação de docentes da Faculdade de Nutrição e de Medicina da Ufal e também por professores da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal), contando com palestrantes e moderadores da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). 

 

HU e selo IHAC

O Brasil assumiu o compromisso de aumentar a taxa de aleitamento materno, com o objetivo de diminuir a mortalidade infantil e melhorar a qualidade de vida da mulher e da criança. Desse modo, o Hospital Universitário vem implementando medidas para colaborar com as ações pró-aleitamento. No momento, o HU tem como meta garantir o selo de Iniciativa Hospital Amigo da Criança (Ihac), evidenciando, para a sociedade, a responsabilidade da instituição com ações de humanização, promoção, proteção e medidas de apoio ao aleitamento materno. “Ser Amigo da Criança representa, para o Hospital, um selo de qualidade da assistência à saúde que oferece à sociedade alagoana”, pontua a pediatra Ana Maria Melo.

O Hospital Universitário instituiu, em 19 de maio, através de portaria, a Comissão de Implementação da Iniciativa Hospital Amigo da Criança (Ihac), associando a importância e o incentivo da prática de amamentação, que ocorre, na instituição, desde que a mãe procura o Hospital para realização do pré-natal. A Comissão é formada por pediatras, nutricionistas, enfermeiras, técnicas de enfermagem, residentes da área de medicina, fonoaudióloga, assistente social, fisioterapeuta, psicóloga e terapeuta ocupacional.

Aleitamento e Meio Ambiente

Desde o início da campanha de incentivo ao aleitamento materno, ação criada em 1992, pela WABA (Associação Mundial para Ações em Aleitamento Materno), a abordagem sempre esteve vinculada à questão ecológica. O leite materno, além de garantir benefícios para a saúde do bebê, não agride o meio ambiente. “Os danos causados à natureza pelo sistema de alimentação artificial são inúmeros. A amamentação não agride o planeta, na medida em que reduz a produção de outros tipos de alimentos, evita desperdício de matérias-primas e outras formas de poluição. O leite em pó e fórmulas lácteas causam problemas [ambientais] em cada estágio de produção, distribuição e uso”, pontua a pediatra Ana Maria Melo, que também é presidente da Comissão de Implementação da Iniciativa Hospital Amigo da Criança do HU.

Banco de Leite Humano HU e assistência

Inaugurado em 2002, o Banco de Leite do Hospital Universitário promove a assistência a mães e alimenta os bebês internados na UTI e UCI neonatais do hospital. O serviço realiza o processamento e controle de qualidade do leite e recebe apoio técnico, por meio de capacitações da Rede Nacional de Bancos de Leite Humano e da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). 

O HU recebe doações de leite materno, que é processado e analisado no Banco de Leite. Tanto as mães que não estão internadas na instituição podem ir até o Hospital para doar quanto podem coletar o leite em casa, para que o HU faça a busca no domicílio de quem realiza o ato de solidariedade. “Doar leite assegura a manutenção da vida”, frisa a coordenadora do Banco de Leite, Rosângela Simões. No momento, as mães não internas não devem ir até o HU realizar a doação.  A única opção atualmente é de busca do alimento na residência da doadora.

Interessadas em doar podem ligar para o (82) 3202- 3945, para receber orientações de como realizar a doação. A doadora precisa preencher alguns pré-requisitos, como ter exames laboratoriais realizados durante o pré-natal e estar com a saúde em dia. Caso não tenha recipiente de vidro de tampa rosqueada, como de café solúvel, adequado para depositar o alimento, o Hospital também disponibiliza o frasco.   

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »