Estado

Mulher morta a facadas era do Rio Grande do Norte e estava em Arapiraca para trabalhar; delegado instaura inquérito para apurar caso

Por Cadaminuto em 06/02/2023 às 19:08:45

Na última sexta-feira (3), Thalita Borges de Araújo, foi morta a facadas no município de Arapiraca. Segundo a família, Thalita estava em Arapiraca para trabalhar. O delegado Everton Gonçalves, titular da Delegacia de Homicídios de Arapiraca (DHA) já instaurou o Inquérito Policial para apurar o caso.

Thalita era do Rio Grande do Norte. Segundo o irmão dela, Thales Araújo, a família quer justiça. Além disso, ele chamou atenção das autoridades de Alagoas para este caso. "Para que outras mulheres não sejam vítima do mesmo criminoso", alertou Thales.

O irmão da vítima contou que o assassino se evadiu do local e deixou alguns objetos, além do automóvel. "Ele deixou uma moto, pertences, um aparelho de celular, uma farda de uma empresa dentro de uma bolsa, então tá fácil. É fazer uma megaoperação e ir atrás, é fazer algo. Não vai trazer a vida dela de volta, mas se não fizer isso vai continuar", disse Thales Borges.

Informações dão conta que Thalita alugou uma casa e estava morando há três dias no local. Ela teria recebido a visita de um homem no período da tarde e a noite acabou sendo morta com golpes de arma branca pelo suspeito.

Ela ainda tentou correr para fora da residência, mas acabou caindo em frente a casa e falecendo antes mesmo da chegada do socorro médico.

Em nota, a Polícia Civil informou que o delegado Everton Gonçalves, titular da Delegacia de Homicídios de Arapiraca (DHA) já instaurou o Inquérito Policial (IP) para apurar as circunstâncias e definir a autoria do homicídio de Thalita Borges de Araújo.

Comunicar erro
Estado 02

Comentários