Suspeitos presos por rifas ilegais de veículos de luxo são liberados após audiência de custódia

Por Cadaminuto em 03/11/2022 às 22:17:50

A Justiça alagoana revogou, nesta quinta-feira (3), as prisões das quatro pessoas presas durante a operação que apreendeu carros de luxo, sorteados em rifas ilegais, no município de Arapiraca, Agreste alagoano. Os gêmeos, um outro irmão deles e mais um envolvido terão que cumprir medidas cautelares.

A decisão foi dos juízes de Direito da 17ª Vara Criminal da Capital, que revogou as prisões de Adamy Lino de Almeida, Allef Lino de Almeida, José Anderson Lino de Almeida e Heráclito de Brito Silva., após audiência de custódia. A defesa dos gêmeos, Adamy e Allef, é feita pelo advogado Rodrigo Monteiro.

Segundo a decisão da Justiça, "os investigados apresentam condições subjetivas favoráveis, tais como a primariedade e bons antecedentes, de modo que não se revelam voltados à prática delitiva. Em tal cenário, ainda que reprováveis sejam as condutas, em tese, praticadas pelos acusados e ainda que graves sejam os delitos supostamente praticados, concluímos que outras medidas cautelares são bastantes à salvaguarda da ordem pública".

Ainda conforme a decisão, os quatro jovens deverão cumprir medidas cautelares. Eles estão proibidos de se ausentar da Comarca sem autorização judicial; devem comparecer mensalmente em juízo todo dia 15 (em caso de sábado, domingo, e feriados, no primeiro dia útil subsequente); deverão prestar informações a respeito de suas atividades; serão monitorados por tornozeleira eletrônica, com raio de restrito a cidade que residem; e estão proibidos de acessar às suas redes sociais, bem como criar novas contas.

A Justiça também oficiou o Facebook para que as contas dos envolvidos e as que divulgavam os sorteios no Instagram sejam bloqueadas.

Comunicar erro

Comentários