Putin finaliza anexação de regiões da Ucrânia em meio a perda de controle territorial

Por Gustavo em 05/10/2022 às 12:06:53

O presidente russo, Vladimir Putin, finalizou, nesta quarta-feira, 5, a anexação de regiões na Ucrânia ao assinar a lei e os decretos que nomeiam formalmente os governantes que Moscou já havia estabelecido nos territórios. Os textos assinados por Putin estipulam que “as regiões de Donetsk, Luhansk, Kherson e Zaporizhia são aceitas dentro da Federação da Rússia, de acordo com a Constituição do país”. As quatro regiões estão parcialmente ocupadas pelas tropas russas e correspondem a quase 20% do território ucraniano. Os quatro territórios criam um corredor terrestre crucial entre a Rússia e a península da Crimeia, que foi anexada por Moscou em 2014. A assinatura deste documento vem em um momento em que as tropas de Putin estão sendo vencidas pelas de Volodymyr Zelensky, que reivindica os territórios. Nesta quarta, foram registrados avanços militares na região de Luhansk. “Agora é oficial. A desocupação da região de Luhansk começou. Várias cidades já foram libertadas do exército russo e as Forças Armadas ucranianas estão hasteando a bandeira da Ucrânia“, disse o governador ucraniano da região, Serguei Gaidai, no Telegram. O exército de Zelensky conquistou nas últimas semanas avanços importantes no norte da região de Kherson e recuperou quase toda a região de Kharkiv. O líder da Ucrânia afirmou na terça-feira que apenas esta semana as tropas do país libertaram “dezenas de localidades” nas quatro regiões que Putin anexou.

Diante das conquistas ucranianas, a Rússia prometeu recuperar os territórios reconquistados por Kiev e insistiu que estas áreas serão russas “para sempre”. Estes “territórios serão recuperados e continuaremos consultando a população (local) sobre seu desejo de viver na Rússia”, declarou o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov. O porta-voz foi questionado sobre as fronteiras exatas das regiões anexadas, onde as forças russas abandonaram algumas localidades após as contraofensivas ucranianas. “Estes territórios serão para sempre da Rússia, serão recuperados”, insistiu Peskov. A incorporação dos territórios ucranianos obrigará uma reforma do artigo 65 da Constituição da Rússia, com a elevação de 85 para 89 dos entes federais do país. Nas quatro novas regiões, a língua oficial será o russo, embora será permitido o uso do ucraniano; e a moeda utilizada será o rublo. Todos os quatro territórios anexados pela Federação Russa terão os nomes mantidos. O período de transição para a plena incorporação dos territórios da Rússia será prorrogado até 1º de janeiro de 2026.

anexação

*Com informações AFP e EFE

Fonte: Jovem Pan

Comunicar erro

Comentários