Mulher que jogou enteado do quarto andar vai a Júri Popular

Por Henrique Dias em 21/09/2022 às 21:54:14

Presa desde o último dia 23 de maio, Adriana Ferreira da Silva foi pronunciada a Júri Popular por tentativa de homicídio, ao arremessar o enteado de apenas 6 anos de idade do quarto andar de um prédio residencial, no bairro do Benedito Bentes, em Maceió, após discutir com o companheiro, que é pai do menino.

A decisão do juiz Ygor Vieira de Figueirêdo destacou que o delito foi praticado com frieza, crueldade e mediante premeditação, já que a ré teve tempo de planejar e assimilar a ideia antes de agir, pois havia feito a ameaça ao pai da criança momentos antes.

"Dirigiu até a residência para praticar ação em tom de vingança contra criança que sequer participava da discussão, lançando-a pela janela do quarto andar enquanto ainda dormia, circunstâncias a revelar a gravidade da conduta, sendo que as eventuais condições pessoais favoráveis da ré, por si só, não obstam a custódia cautelar", ressaltou o magistrado ao manter também a prisão preventiva da ré.

Relembre o caso - Uma criança ficou ferida ao ser arremessada do 4º andar de um prédio pela madrasta no bairro de Benedito Bentes, em Maceió, na madrugada da segunda-feira, 23 de maio. A suspeita, uma mulher de 31 anos, fugiu do local, mas foi presa durante a tarde do mesmo dia. Ela confessou o crime ao delegado.

Segundo o 5º Batalhão da PM, que atendeu a ocorrência na ocasião, apenas o pai da vítima foi encontrado na residência e contou que a tentativa de homicídio aconteceu logo após uma discussão entre o casal fora do imóvel. Depois da briga, a esposa entrou no apartamento, pegou a criança e a jogou pela janela.

O menino recebeu alta médica após passar cinco dias internadono Hospital Gerado do Estado (HGE), no Trapiche da Barra.

Fonte: Tnh1

Comunicar erro

Comentários