FUZIL E 15KG DE MACONHA QUE SERIAM ENTREGUES EM ARAPIRACA SÃO APREENDIDOS EM ÔNIBUS NA BAHIA

Por Redação em 21/09/2022 às 11:49:48

De acordo com a PRF, o veículo foi parado no km 830 da BR-116, e a fiscalização do bagageiro do ônibus resultou na apreensão de uma bolsa. Nela, estava o fuzil calibre .556, 15 munições .556, e 50 munições .38, além de 100 munições calibre .380. No local, dois carregadores de arma longa também foram recolhidos.

O proprietário da bagagem, um homem de 22 anos, foi identificado e confessou aos policiais que receberia a quantia R$ 1,5 mil para o transporte até o seu destino final, em Arapiraca, e que teria recebido o produto na cidade de Paraíso do Norte, no Paraná.

Ao continuar os procedimentos, a PRF encontrou uma outra bagagem contendo 19 tabletes de maconha, o que totalizou 14,75 kg da droga. Diante dos fatos apresentados todo o material apreendido e envolvidos foram levados até a Delegacia de Polícia Civil de Vitória da Conquista para formalização dos procedimentos cabíveis.

Apreensão de 379 aves no ônibus - A Polícia Rodoviária Federal (PRF) também causou prejuízo ao crime organizado ao combater o tráfico de animais silvestres. No ônibus de turismo, que seguia para Arapiraca, a equipe flagrou o transporte ilegal das aves que seriam entregues na cidade de São Miguel dos Campos. O veículo realizava o itinerário Cidade Gaúcha (SC) e Arapiraca.

Ao realizar vistoria interna do ônibus, na parte superior, foram encontrados 379 pássaros silvestres acondicionados em sacolas de pano, sendo 300 da espécie popularmente conhecida como Coleirinho e 79 Canários da Terra. Ao ser questionado, o proprietário, um homem de 30 anos, afirmou que receberia o valor de R$ 3 mil para deixar os pássaros em São Miguel dos Campos.

Os animais foram entregues ao Centro de Triagem de Animais Silvestres de Vitória da Conquista (CETAS) e quando estiverem aptas, serão devolvidas ao seu habitat natural. "O retorno ao habitat natural nem sempre é um processo rápido. Além de tratar a saúde, os animais precisam reaprender funções básicas como voar e caçar", informou a polícia.

Em seguida, foi lavrado o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e o homem responderá na Justiça por crime contra o meio ambiente da Lei 9.605/98.

*Com Ascom PRF

Comunicar erro

Comentários