Estado define acordo para reintegração de posse no Benedito Bentes

Duas Creches Cria funcionarão no local para atender mais de 400 crianças da região

No encontro, e em ação coordenada e organizada pelo Estado, não haverá prejuízos para quem morava ou comerciava na região

No encontro, e em ação coordenada e organizada pelo Estado, não haverá prejuízos para quem morava ou comerciava na região

Após um acordo firmado com as 102 famílias que ocupavam irregularmente um terreno do Estado no Benedito Bentes, a reintegração de posse ficou definida para manhã desta sexta-feira (17), a partir das 7h. No local, serão inauguradas duas Creches Cria – já construídas e que vão atender mais de 400 crianças e gerar 80 empregos diretos. Toda ação foi negociada pela Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag), com o apoio das Secretarias da Primeira Infância, Desenvolvimento Social (Seades) e Educação, além da Procuradoria Geral do Estado (PGE).

Segundo a secretária especial de Gestão e Patrimônio, Karine Silva, o local vinha sendo ocupado de forma irregular por diversos moradores que aceitaram uma proposta do Estado de indenização pelas benfeitorias construídas no local e que estavam prejudicando a abertura das creches. "Conversamos com todos, um a um, apresentamos a situação delicada a qual eles estavam e informamos que as moradias irregulares estavam impedindo a inauguração de um serviço que será para o benefício de todos", explicou.


O objetivo do Estado é atender ao pedido da comunidade e ao mesmo tempo resolver os problemas nos arredores dos imóveis. O local inclusive receberá um reforço na segurança. "Tudo foi debatido em conjunto para garantirmos tranquilidade no processo de desocupação e reintegração de posse. Os barracos e construções ao redor da creche serão desmontados em uma ação coordenada e muito bem organizada, sem surpresas ou prejuízos para quem morava ou comerciava na região", acrescentou a secretária.