Suspeito ateou fogo em amigo após ser chamado de "corno safado"

A motivação do crime foi passada pela Polícia Civil, que deve concluir o inquérito nesta semana

Homem foi incendiado após uma discussão durante bebedeira. | Foto: Reprodução

Homem foi incendiado após uma discussão durante bebedeira. | Foto: Reprodução

O suspeito de matar um 'amigo' após atear fogo no corpo dele teve a prisão em flagrante convertida em preventiva pela Justiça. Segundo a Polícia Civil de Alagoas, ele cometeu o crime porque a vítima o teria chamado de "corno safado". O caso ocorreu em Junqueiro, no dia 30 de março.

De acordo com informações do delegado que investiga o caso, Valter Rocha Nascimento, o suspeito e a vítima bebiam, quando se desentenderam.

No momento do desentendimento, o homem que teve o corpo incendiado chamou o suspeito da agressão de "corno safado", causando uma discussão entre os dois.

Segundo a autoridade policial, a briga se agravou quando um sobrinho do suspeito pegou um balde com álcool e entregou ao tio.

O homem usou o líquido para atear fogo na vítima. O ato foi gravado por vizinhos que presenciaram a situação.

O suspeito usou um pano em chamas para queimar o homem. Um vídeo mostra quando pessoas que estão no local usam um balde com água para apagar o fogo.

A vítima foi levada para o Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde.

Já o homem foi detido pelos moradores e preso em flagrante pela polícia.

O delegado Valter Rocha informou que inquérito deve ser concluído ainda nesta semana.