Bolsonaro vai ao Amapá acompanhar situação no estado

Bolsonaro vai ao Amapá acompanhar situação no estado

 

No dia3 de novembro, um transformador pegou fogo e deixou 14 das 16 cidades do estado sem luz. Dos outros dois equipamentos no local, um também acabou danificado e outro j√° estava inoperante. Com isso, o estado ficou mais de 80 horas sem energia elétrica e até agora a situa√ß√£o n√£o foi totalmente restabelecida.A popula√ß√£o temfornecimento de energia limitado, em sistema de rodízio. Na últimater√ßa-feira (17), um novo blecaute voltou a afetar o estado. Segundo o governo federal, mais de 765 mil pessoas j√° foram atingidaspelos apag√Ķes, o que corresponde a 90% da popula√ß√£o do Amap√°.

O ministro de Minas e Energia,Bento Albuquerque, est√° na capital amapaense monitorando pessoalmente a religa√ß√£o de transformadores e subesta√ß√Ķes de energia do estado. Após a autoriza√ß√£o da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para o uso de duas usinas termelétricas no estado, Albuquerque acionou, nesaasexta-feira (20), o gerador de uma delas.

Além do uso das usinas em car√°terexcepcional, o Ministério de Minas e Energia j√° havia autorizado a instala√ß√£o de 22 unidades emergenciais de gera√ß√£o de energia na regi√£o. A subesta√ß√£o Santa Rita recebeu 13 geradores, enquanto a subesta√ß√£o Santana recebeu novegeradores.

*Com informa√ß√Ķes de Pedro Ivo de Oliveira – Repórter da Agência Brasil