Banner do Governo

Atirador no ES vai responder por ato análogo a 3 assassinatos e 10 tentativas de homicídio

Por Redação em 26/11/2022 às 15:01:51

A Polícia Civil do Espírito Santo informou neste sábado, 26, que o adolescente de 16 anos responsável pelos ataques a tiros a duas escolas no Estado nesta sexta-feira, 25, vai responder por ato infracional análogo a três homicídios qualificados por motivo fútil e 10 tentativas de homicídio qualificadas. Segundo a corporação, o jovem – que não teve identidade divulgada – foi encaminhado ao Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (Iases), em Cariacica, na Grande Vitória. “As armas apreendidas foram encaminhadas para o setor do Departamento de Criminalística – Balística da PCES, juntamente com as munições. O caso segue sob apuração da Polícia Civil”, completou a corporação. Ainda na noite de ontem o governador Renato Casagrande (PSB) já havia confirmado que as armas usadas pelo adolescente nos ataques eram ambas do pai do garoto, que é policial militar no Estado. Em depoimento à polícia, segundo Casagrande, o adolescente confessou o crime. Ele também entregou aos agentes a roupa, com uma suástica nazista, que usou durante os ataques, e as armas. Outro detalhe divulgado pelo governador reeleito foi de que o ataque era planejado pelo atirador há dois anos.

O autor dos ataques estudou até junho deste ano no primeiro colégio invadido, a Escola Estadual Primo Bitti, localizada no Coqueiral, em Aracruz. Já a segunda unidade de educação a ser atacada foi o Centro Educacional Praia de Coqueiral, que fica a cerca de um quilômetro de distância da primeira. Ao todo, três pessoas foram mortas nos dois atentados, sendo duas professas e uma estudante de 12 anos. Uma das professoras era Maria Penha Pereira de Melo Banhos, de 48 anos. Ela morava no bairro São José, na região central do município, era professora de alfabetização e também era formada em técnica de laboratório. Casada há 18 anos, ela deixa esposo e três filhos menores de 16 anos. Outra professora que foi vítima fatal do ataque é Cybelle Passos Bezerra, de 45 anos, que atuava na Primo Bitti. Já a estudante morta se chama Selena Zagrillo. Ela era do 6º ano da segunda escola a ser atacada. Outras 13 pessoas ficaram feridas, sendo que dez foram baleadas. Das seis vítimas que permanecem internadas, cinco estão em estado grave, informou o governo do Estado.

Fonte: Jovem Pan

Comunicar erro

Comentários