29/06/2020 às 15h41min - Atualizada em 29/06/2020 às 15h41min

Nordeste: pesquisa lista assuntos jurídicos mais buscados na quarentena

Procura por "Direito Trabalhista" e "Divórcio" são alguns dos temas que mais cresceram na região

Assessoria

A crise gerada pelo novo coronavírus provocou diversas mudanças na sociedade, tanto na economia, como nas relações pessoais, é o que aponta um levantamento realizado pela Dubbio - plataforma que esclarece dúvidas jurídicas e conecta gratuitamente cidadãos a advogados. No Nordeste, entre os assuntos jurídicos que tiveram o maior crescimento durante a pandemia estão temas como “Direito Trabalhista” e “Divórcio”.

Somente no Nordeste, a busca por “Direitos Trabalhistas” cresceu 52% de março a junho, na comparação com o mesmo período de 2019. A segunda posição nessa lista ficou com “Imóvel / Aluguel”, que apresentou alta de 45% no período avaliado. O terceiro termo que mais cresceu a procura entre os nordestinos também está ligado diretamente ao bolso e foi “Cobrança Indevida / Abusiva”, que subiu 31%.

“Com o aumento do desemprego, falência de empresas e a desaceleração da economia, os brasileiros se viram diante de várias situações inesperadas e passaram a procurar mais sobre os seus direitos. O estado de calamidade pública reconhecido pelo governo também foi essencial para ajudar as pessoas que buscavam por renegociação, em casos como contratos de aluguel, por exemplo”, comenta Tomaz Chaves, CEO da Dubbio. 

Mas os assuntos jurídicos mais pesquisados não ficaram restritos somente à relações profissionais e se estenderam à família. A busca por “Pensão Alimentícia” cresceu no Nordeste 29% durante a pandemia do novo coronavírus, ocupando a quarta posição no ranking de pesquisas que mais cresceram no período. 

O quinto assunto que apresentou maior crescimento entre os nordestinos no período está diretamente relacionado à convivência e aos desentendimentos agravados durante a quarentena. A procura pelo  tema “Divórcio” teve alta de 22% no período avaliado, com muitos casais que buscaram mais informações sobre separação. 

“Muitas pessoas já tinham problemas de relacionamento antes, que foram intensificados com o convívio na quarentena. Com o estresse gerado pelos problemas de saúde, financeiros, entre outros, os   casais passaram a ter mais dificuldades para administrar no casamento”, comenta Tomaz Chaves. 

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »