27/02/2021 (82) 98122-3473

Brasil

Sem dinheiro, condutores são obrigados a vender lembranças da passagem da tocha da Rio 2016

Por Redação 19/01/2021 às 07:01:38

Pouco mais de quatro anos depois dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, algumas tochas — símbolo do evento — estão sendo encontradas à venda na internet. Os objetos, que foram conduzidos por pessoas selecionadas pelo Comitê de 2016 por fazerem a diferença em cada canto do país, são encontrados facilmente numa busca rápida online. As tochas estão sendo comercializadas por valores que vão de R$ 4 mil a R$ 120 mil. Os vendedores, os próprios condutores da tocha, alegam que, apesar do valor sentimental do objeto, os problemas financeiros têm falado mais alto nesta época de crise.

Esse é o caso do professor de educação física e judô, Luiz Paulo Freitas Ribeiro. Sem perspectiva de voltar a dar aulas por conta da pandemia, ele viu o salário diminuir e as contas subirem. Além disso, precisa pagar o tratamento de uma das filhas, que é autista. “Durante o decorrer do ano a gente foi empurrando com a barriga, como dava. E durante esse processo foram acumulando algumas contas. Quando eu assisto o vídeo eu me emociono, é a mesma emoção. Porém a evolução da minha filha é muito mais importante. É muito inferior ao que eu pretendo dar para minha filha.”

Foi assim, também, para Bianka Lins — a primeira mulher transgênero a conduzir a tocha olímpica no Brasil. Professora, ela vivia dos rendimentos de aulas particulares e do salário que de servidora municipal. Durante a pandemia, sua renda mensal caiu pela metade. “Eu me vi em um beco sem saída. A única coisa que eu tenho que dá para fazer um dinheiro, uma organizada é a tocha. Infelizmente. É o símbolo de um momento da minha vida que eu nunca vou esquecer. É muito complicado ter que desfazer de alguma coisa que tem um apego emocional muito grande.”

O vendedor Ygor Marcel da Cruz Santos ficou desempregado durante a pandemia e resolveu colocar a tocha à venda para pagar as contas. Em uma nova função há 3 dias, ele conta que, se conseguir organizar as finanças, vai desistir da venda. “Não é por vaidade, mas por necessidade, sabe? Acredito que muito como eu seguram ela na mão e lembram daquele dia.” Cerca de 12 mil pessoas participaram do revezamento da tocha olímpica no Brasil, que começou no dia 21 de abril de 2016 e terminou em 5 de agosto do mesmo ano, na cerimônia de abertura. Além da tocha, os uniformes dos condutores do objeto também podem ser encontrados à venda online por valores que vão de R$ 500 a R$ 10 mil reais.

*Com informações da repórter Beatriz Manfredini

Fonte: Jovem Pan

Comunicar erro
Comentários